Padre com crianças
Padre com crianças

Promotores espanhóis estão investigando 68 casos de suposto abuso sexual de menores por membros da Igreja Católica, informou o Ministério Público da Espanha nesta quarta-feira, 16, na primeira divulgação de dados oficiais sobre casos do tipo no país.

As alegações de abuso infantil por parte de clérigos católicos e de possíveis encobrimentos só estão surgindo agora na Espanha, anos depois que escândalos semelhantes abalaram a Igreja em outros países como Estados Unidos, Irlanda e França.

A promotoria divulgou uma planilha com os processos criminais iniciados em 17 regiões espanholas por supostos abusos sexuais de menores em congregações, escolas e outras instituições religiosas, mas não forneceu detalhes.

A suspeita de abuso de crianças tem estado no centro das atenções do país desde que o jornal El País noticiou há dois meses que encontrou 1.200 casos reportados entre 1943 e 2018.

Em janeiro, a Conferência Episcopal Espanhola disse que organizaria comissões em nível de diocese para ouvir queixas de vítimas de abuso. Na semana passada, o governista Partido Socialista propôs a criação de uma comissão independente.

A Igreja Católica espanhola tem uma página especial em seu site sobre como lidar com casos de abuso, onde diz que quando uma denúncia é feita à igreja, todas as evidências coletadas são enviadas diretamente ao Vaticano.

Fonte: UOL

Comentários