Exposição com imagem de Jesus decapitado
Exposição com imagem de Jesus decapitado

Uma exposição no Instituto Goethe, em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, está causando polêmica nas redes sociais por causa de uma das imagens que mostra Jesus decapitado e outra que apresenta um pentagrama com o número 666.

A mostra Pixo/Grafite: Realidades Paralelas foi inaugurada no dia 22 de março. As obras são de Rafael Augustaitiz e Amaro Abreu.

“Lamentável a atitude de vocês! Isso está muito longe de ser arte, é uma grande ofensa a todos os cristãos! Não se escondam atrás do “em nome da arte” para fazer vilipendio religioso”, escreveu o usuário do Facebook identificado como Cassio Ramos.

O Instituto divulgou uma nota na rede social no dia 27 de abril que diz: “Goethe-Institut Porto Alegre tem recebido nos últimos dias mensagens de ódio referentes ao projeto Pixo/Grafite – Realidades Paralelas, projeto realizado para discutir modalidades de street art. Em nenhum momento foi intenção do projeto ou do Instituto ofender sentimentos religiosos. Respeitamos todas as crenças, manifestações e liberdade de expressão”.

Já nesta quarta (2), a instituição afirmou estar analisando as manifestações recebidas e que, nos próximos dias, discutirá internamente quais ações serão tomadas diante da repercussão.

Fonte: Pleno News