Filme “Nada a Perder 2” tem Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo
Filme “Nada a Perder 2” tem Petrônio Gontijo no papel de Edir Macedo

Pedro Zambarda de Araujo
Diário do Centro do Mundo

Reportagem de Leonardo Sanchez e Sandro Macedo na Folha de S.Paulo informa que “Nada a Perder 2” é a sequência do filme recordista em número de ingressos vendidos no Brasil, com mais de 11,9 milhões —à frente de “Os Dez Mandamentos” (11,3 milhões) e “Tropa de Elite 2” (11,1 milhões).

No entanto, a verdade por trás dos números de “Nada a Perder” era a de salas com ingressos esgotados, mas muitos lugares vazios.

Na época, a reportagem da Folha apurou que boa parte do público recebeu o bilhete em suas respectivas igrejas, e muitos deles não fizeram uso, o que causava os buracos nas salas supostamente lotadas —o mesmo já havia ocorrido com “Os Dez Mandamentos”.

De acordo com a publicação, mais uma vez a prática foi adotada pela Igreja Universal do Reino de Deus. Em visita a oito salas em São Paulo na estreia do filme, a discrepância foi perceptível em quase todas elas. “Nada a Perder 2”, aliás, chegou às telas com lançamento mais modesto que o antecessor.

Enquanto o primeiro longa ultrapassou 1.100 salas, o segundo, novamente distribuído pela Paris Filmes, teve 800 salas no primeiro fim de semana.

Essa diminuição se refletiu no público total após quatro dias da estreia. Se o primeiro filme já começou com astronômicos 2,3 milhões de espectadores, a sequência registrou marca bem inferior, de 1,3 milhão de ingressos vendidos. Ingresso vendido, não público.

A reportagem visitou salas em São Paulo nas regiões leste, oeste, sul e central.

“Eles estavam dando ingressos na igreja para quem quisesse assistir. A gente podia pegar vários ingressos para dar para qualquer pessoa que quisesse”, contou Katherine Calisto, 29, que frequenta a Universal no Itaim Paulista e estava acompanhada da família na sala quatro do Cinemark Metrô Tatuapé. Outras pessoas, da mesma igreja, corroboraram a informação no hall do cinema, completa a Folha.

Fonte: Diário do Centro do Mundo