O homem detido segunda-feira em Porto Príncipe dias após a mulher e os cinco filhos terem sido achados mortos em casa, nos Estados Unidos, admitiu ter sido autor do crime e afirmou que agiu sob o comando de “forças místicas”, informou a polícia haitiana.

Mesac Damas, que na noite desta terça-feira (22) foi extraditado para os EUA, “reconheceu que cometeu o crime”, segundo declarações do diretor da Polícia Judicial, Frantz Thermilus. Em declarações à Rádio Caraibes, o acusado se definiu como um “cristão” que realizou um “caso inexplicável, diabólico, criminoso e acidental”.

“Não peço perdão aos homens. Apenas peço a pena de morte para poder ser enterrado com minha mulher e filhos”, acrescentou.

A mulher dele, Guerline Damas, e os cinco filhos do casal foram encontrados mortos no sábado (19), na casa da família em Naples, no Estado americano da Flórida. Casados há dois anos, Guerline e Mesac Damas viviam juntos havia mais de dez anos.

Fonte: Folha Online

Comentários