Desde 1960, o número de fiéis de religião católica nos Estados Unidos aumentou em mais de 70%. A imigração hispânica é o fator que mais influencia esse crescimento, segundo a Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos.

A maioria dos imigrantes busca melhores condições, devido à falta de oportunidades de trabalho em seus países, ou quer se reintegrar a sua família já regularizado nos país.

Dos mais de 35 milhões de hispânicos residentes nos Estados Unidos, cerca de 73% são católicos. Por isso, cada vez mais, as paróquias americanas promovem a celebração de missas e atividades pastorais em espanhol.

Em 1972, os bispos dos Estados Unidos decidiram realizar o primeiro encontro hispânico de pastoral, para começar a reflexão sobre como a Igreja deveria acolher o tesouro da fé trazido pelos fiéis de seus países. A partir de então, houve uma maior participação dos membros dessa comunidade na vida e na missão da Igreja, e hoje, muitos deles ocupam posições de liderança e tomada de decisões.

Fonte: Rádio Vaticano