A Diocese de Araçatuba (SP) proibiu o chamado “abraço da paz” e a entrega das hóstias nas bocas dos fieis nas missas celebradas na cidade.

A medida, que começa a ser aplicada nas missas deste final de semana, é válida para as 32 paróquias da região. O objetivo, segundo o bispo de Araçatuba, dom Sérgio Krzywy, é evitar o contágio da gripe suína (H1N1) entre fieis que frequentam as missas.

O abraço da paz é realizado quando os fieis rezam a oração do Pai Nosso de mãos dadas e depois se abraçam, num ato de propagação da fé. Com a medida, os fieis estão sendo orientados a não dar as mãos e nem se abraçar nas missas. Outra medida é o fim da entrega da hóstia na boca dos fieis, procedimento que é praticado por alguns ministros religiosos.

“É uma orientação para evitar situação de pânico, mostrar que a Igreja está preocupada com a saúde pública e para alertar aos fieis que eles devem tomar os devidos cuidados com a doença, não só na missa, mas também quando estiverem em casa ou no trabalho”, comentou o bispo.

As medidas valem por tempo indeterminado. Além delas, a Igreja também orientou aos ministros da eucaristia para que tomem os devidos cuidados com a higiene nas igrejas, principalmente com as mãos, para evitar a propagação do vírus.

Algumas paróquias já anunciaram que vão disponibilizar frascos de álcool em gel nas igrejas para uso dos frequentadores.

As medidas ocorrem no momento em que o Estado de São Paulo registra 61 mortes – ou 90% dos óbitos por gripe suína do País. Na região de Araçatuba, uma pessoa morreu e outras 20 apresentaram os sintomas da doença.

[b]Fonte: Terra[/b]