A Igreja Universal do Reino de Deus contestou nesta segunda-feira (4), a inclusão de seu líder, o bispo Edir Macedo, na lista de bilionários da revista norte-americana “Forbes”. O religioso apareceu pela primeira vez na lista dos mais ricos do mundo publicada anualmente.

Em nota, a igreja afirma que tomará, a exemplo do bispo, as “medidas judiciais cabíveis” contra a revista norte-americana. De acordo com a publicação, Edir Macedo possuiu uma fortuna estimada em US$ 1,1 bilhão (R$ 2,2 bilhões) e ocupa a 1.268ª posição no ranking dos mais ricos do mundo. A revista informa ainda que o bispo é o 41º brasileiro mais rico.

Segundo a Universal, o único bem que o bispo possui é a Rede Record. “Deste único bem que possui, o bispo Macedo não recebe salários, nem tem retirada de lucros -nunca recebeu até hoje nem um centavo da empresa. Não vive dessa atividade, mas é dependente do seu próprio trabalho como pastor evangélico”.

De acordo com a nota, o bispo doou os imóveis que tinha para a Universal, “imóveis estes que foram adquiridos com seus próprios recursos de direitos autorais”. A igreja qualifica como “mentirosa” a informação sobre a riqueza de Edir Macedo e afirma que foi baseada em “velhas mentiras” publicadas na imprensa. “[Mentiras] repetidas por aqueles que fazem do preconceito contra a fé o motor de sua cobiça sem fim pelo poder, sempre tentando manipular a opinião pública”. A Universal também questiona o que “motivaria” a reportagem da “Forbes” e afirma que não foi procurada pelos jornalistas da publicação.

“O bispo Edir Macedo é um líder evangélico respeitado por milhões de pessoas no Brasil e no mundo, cuja única riqueza é a fé que o tem levado há quase 50 anos a dedicar sua vida ao evangelho e a ajudar as pessoas. Basta verificar os milhares de testemunhos espalhados pelo mundo afora”.

[b]Magnata[/b]

Na reportagem sobre Edir Macedo, a “Forbes” destaca que ele é um dos líderes religiosos mais ricos do mundo e um “proeminente magnata” de mídia. O valor da fortuna divulgado hoje pela publicação é maior do que o apresentado por ela em janeiro, quando a reportagem divulgou uma lista sobre os pastores evangélicos mais ricos do Brasil

Na época, a “Forbes” estimou a riqueza do bispo em US$ 950 milhões (R$ 1,9 bilhão), o que o deixaria fora de sua lista de bilionários.

Segundo a revista, a maior parte da fortuna de Edir Macedo vem da Rede Record. “Não está claro onde ele conseguiu o dinheiro para comprar a empresa”, diz a “Forbes”, que destaca as investigações que sugerem o uso de verbas da igreja para a compra da emissora. O texto também diz que Edir Macedo possuiu uma emissora de televisão nos Estados Unidos e destaca a sua biografia “Nada a perder”, que liderou a lista de mais vendidos no Brasil por seis semanas consecutivas.

LEIA A NOTA DA UNIVERSAL

A verdade sempre prevalece

Tocada pela legítima indignação dos fiéis, a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) bem como seu fundador, bispo Edir Macedo, vêm a público apresentar algumas considerações e desmentir a reportagem “Bispo Edir Macedo é o pastor mais rico do Brasil com uma fortuna de US$ 950 milhões”, publicada pela revista “Forbes” e repercutida por vários veículos de comunicação.

1) A Rede Record de Televisão é o único bem do qual o Bispo Macedo é proprietário, como é de amplo conhecimento. A Record como empresa está confiada a ele com o aval das autoridades, dos seus milhares de funcionários e artistas, dos milhões de fiéis da IURD, e dos seus telespectadores (de todas as religiões) que a tem feito a segunda emissora do País;

2) Deste único bem que possui, o bispo Macedo não recebe salários, nem tem retirada de lucros -nunca recebeu até hoje nem um centavo da empresa. Não vive dessa atividade, mas é dependente do seu próprio trabalho como pastor evangélico;

3) Fora a Record, o bispo Macedo não possui qualquer outro patrimônio pessoal, inclusive já tendo doado alguns imóveis para a IURD, imóveis estes que foram adquiridos com seus próprios recursos de direitos autorais;

4) A mentirosa informação sobre o patrimônio do fundador da IURD foi baseada em um apanhado de velhas mentiras publicadas na imprensa e repetidas por aqueles que fazem do preconceito contra a fé o motor de sua cobiça sem fim pelo poder, sempre tentando manipular a opinião pública;

5) O que, então, motivaria tal reportagem da Forbes e outras do mesmo gênero? A sempre repetida intenção de tirar a credibilidade de uma Instituição honrada e seu líder que tem ajudado milhões de famílias em mais de 180 países;

6) Esclarecemos ainda que a Igreja Universal não foi sequer procurada pelo autor da reportagem para confirmar se as informações eram corretas, o que demonstra o desprezo que o jornalista teve pela verdade;

7) Informamos que a Igreja Universal, bem como o bispo Edir Macedo tomarão as medidas judiciais cabíveis;

8) O bispo Edir Macedo é um líder evangélico respeitado por milhões de pessoas no Brasil e no mundo, cuja única riqueza é a fé que o tem levado há quase 50 anos a dedicar sua vida ao Evangelho e a ajudar as pessoas. Basta verificar os milhares de testemunhos espalhados pelo mundo afora.

[b]Fonte: JC Net[/b]