Igreja Hillsong
Igreja Hillsong

A Hillsong Church está investigando alegações de abusos financeiros graves por parte de alguns de seus pastores.

É o mais recente acontecimento na sequência da demissão do pastor do campus da cidade de Nova York Carl Lentz em novembro passado por falhas morais e questões de liderança.

Sua demissão gerou uma onda de acusações contra a Igreja sediada em Sydney, com alguns alegando que os pastores esbanjavam dinheiro em estilos de vida luxuosos e jantares finos.

Uma investigação já está em andamento sobre o funcionamento do campus de Nova York após a saída de Lentz, mas o pastor sênior da Hillsong, Brian Houston, agora confirmou que uma investigação separada está sendo lançada sobre as alegações de abuso financeiro.

“Estou escrevendo para você hoje por causa de várias histórias que circulam online alegando um grave abuso de confiança – o uso indevido de fundos da Igreja por funcionários da Igreja Hillsong”, disse Houston em uma carta.

“Estamos particularmente tristes porque, em muitos casos, relatos imprecisos nessas histórias foram contados como se fossem verdadeiros.

“A Igreja Hillsong refuta veementemente que nossa cultura casualmente permite esse mau uso dos fundos da igreja.

“Na verdade, essas histórias são especialmente preocupantes, uma vez que a Hillsong tem um histórico de excelência em responsabilidade financeira globalmente e um compromisso inabalável com a integridade financeira.”

O lançamento da investigação segue um relatório do The New York Post citando as alegações de quatro ex-membros da Igreja Hillsong, incluindo a ex-pastora de serviço da Hillsong LA Nicole Herman, que alegou que o dinheiro do dízimo foi usado em cartões corporativos de débito pré-pagos e gasto pelos pastores em restaurantes caros, roupas de grife e manicure semanais.

“Tínhamos uma equipe que contava os dízimos após cada culto e eles alocavam uma quantia X de dinheiro para os cartões PEX”, contou Nicole Herman.

Os cartões citados por Herman serviam para comprar tudo o que era solicitado pelos pastores. Entre os pedidos foram citados artigos de luxo.

“Eu comprei uma bolsa de grife, e 100 ou 200 dólares em comida da Dean & DeLuca para pastores visitantes”, disse Jenna Babbitt, ex-membro e ex-colaboradora da igreja.

Brian Houston disse que a investigação da igreja iria “examinar de perto” as alegações e ser acompanhada com ações judiciais, se necessário.

“A liderança global sempre levou a sério a administração dos dízimos e ofertas que nos foram confiados e temos várias estruturas para garantir a integridade e responsabilidade financeira”, disse ele.

“Embora saibamos que muitas das histórias que circulam não são verdadeiras, ainda nos obrigamos a examinar de perto as reivindicações, de acordo com nosso compromisso contínuo com a integridade financeira.

“Sempre valorizamos muito a boa governança e administração e, se descobrirmos uma violação relacionada a isso, tomaremos medidas firmes e rápidas. Temos a responsabilidade bíblica de ser excelentes administradores dos fundos do ministério que foram comprometidos com nosso cuidado em cada uma das localizações da nossa igreja. “

Folha Gospel com informações de The Christian Today