Ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva
Ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva

A pedido do ex-presidente Lula, o PT está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar acessar essa fatia do eleitorado fiel a Jair Bolsonaro. A informação é da Folha de S. Paulo.

Assim que deixou a prisão em Curitiba, o petista disse a aliados que o partido precisava “aprender com os pastores”. Segundo relatos, Lula disse que “eles falam bem e o que as pessoas querem ouvir”.

Segundo a Folha de S. Paulo, o pastor Daniel Elias, da Assembleia de Deus no Rio e que participa do movimento do PT, admite que a articulação enfrenta dificuldades.

“O grupo ligado à direita chegou primeiro e fidelizou, usando a linguagem do crente, citando a Bíblia. Embora haja evangélicos que não gostem de Bolsonaro, eles estão calados”, disse o pastor.

A avaliação de petistas é que conversas com as cúpulas das igrejas estão fadadas ao fracasso —a maioria se alinhou a Bolsonaro. Mas é possível abrir diálogo com as bases. Eles creem que há espaço para mostrar aos evangélicos, principalmente aos que vivem nas periferias, que há valores em comum com a sigla.

“Evangelho e comunismo não combinam”

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves comentou o pedido do ex-presidente Lula.

“Por favor, peçam para os membros do tal nucleo vir aqui falar comigo. Adoraria explicar aos membros do núcleo que evangelho e comunismo não combinam! Adoraria explicar a eles que corrupção é pecado! Adoraria também dizer a eles que Deus abomina o aborto, a pornografia, o vício, a mentira e o roubo!”, disse a ministra.

“Peçam para os tais membros do núcleo virem falar com uma terrivelmente evangélica”, finalizou.

Fonte: Folha de S. Paulo e UOL