Kanye West no palco durante apresentação do álbum e filme
Kanye West no palco durante apresentação do álbum e filme "Jesus Is King" no The Forum em 23 de outubro de 2019 em Inglewood, Califórnia. (Foto: Reprodução/Kevin Winter/Getty)

Kanye West acaba de lançar seu álbum: Jesus is King. Um grande culto, que aconteceu no Forum em Los Angeles, Califórnia, no domingo (03), marca o primeiro concerto após o lançamento do álbum.

Após as apresentações das canções gospel, houve uma pregação e um convite para que as pessoas se entregassem a Jesus.

Na avaliação de Shawn Bolz, fundador dos Ministérios Bolz, que esteve no evento, cerca de 2.000 pessoas aceitaram o convite para a salvação em Cristo.

Bolz diz que o estádio, que estava coberto de milhares de plantas e flores vivas formando um jardim enorme, teve uma apresentação híbrida de concerto Gospel Choir e um tipo de cruzada de Billy Graham.

No meio do estádio, um círculo grande acomodava os mais de 100 artistas e bandas que se apresentaram.

“O culto de domingo aconteceu cerca de uma hora depois do planejado, mas, quando começou, tinha um nível de energia que você não encontra na maioria dos cultos das igrejas”, declarou Bolz.

“As pessoas que estavam no coral e na banda poderiam se considerar adoradoras primeiro, mas eram definitivamente artistas de alto nível que dedicaram toda parte de sua energia à adoração”, conta Bolz, que diz que desde a primeira música, tudo foi adoração. “Não havia ego no palco, nenhum desvirtuamento da mensagem que Jesus salva e é digno”.

Bolz conta que havia mais de 10.000 pessoas reunidas no Coliseu. Todo tipo de pessoas, idades, denominações e cerca da metade do público de não cristãos.

“[Minha esposa] Cherie e eu olhamos um para o outro e pensamos a mesma coisa: estávamos na igreja”, conta.

Bolz diz que um pregador se levantou, “lembrando-me Billy Graham ou Joel Osteen, e trouxe uma mensagem bonita e relevante sobre a salvação onde ele examinou quem é Jesus, o que Ele fez na cruz e como podemos ser salvos, lendo o livro de João”.

Depois daquela mensagem, Bolz disse que houve um convite. “Então ele convidou as pessoas a receberem a salvação”.

O diretor do coral, Jason White terminou o concerto e fez um convite para a salvação e uma oração evangélica completa de arrependimento e perdão, convidando as pessoas a orar com ele.

“Todo o público orou em voz alta e isso deixou minha esposa e eu imaginando: esse é um novo modelo de cruzada dos dias modernos que pode mudar o mundo?”, contou.

No final, o próprio Kanye cantou repetidamente: “Jesus é o Senhor, todo joelho se dobrará, toda língua confessará, Jesus é o Senhor”. E convidou sua filha ao palco para cantar com ele que repetia. “LA, levante as mãos, esta é a nossa música final!”

Bolz disse que testemunhar em primeira mão que Kanye realmente ama Jesus foi um fenômeno. “Não eram apenas palavras, era real para ele… Isso nos fez realmente querer orar por ele ainda mais”, disse o pastor.

Fonte: Guia-me com informações de CBN News