O Papa Bento XVI expressou seu desejo de que aumente o número de sacerdotes e que “estejam dispostos a evangelizar toda a humanidade”, na mensagem publicada ontem para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que a Igreja Católica celebra no próximo domingo.

Na mensagem, o Papa ressalta “a importância das vocações na vida e na missão da Igreja” e pede para se “intensificar a oração para que aumentem em número e em qualidade”.

O Papa disse desejar que “não faltem” sacerdotes que, “em comunhão com seus bispos”, anunciem fielmente o Evangelho, realizem os sacramentos “e estejam dispostos a evangelizar toda a humanidade”.

Bento XVI também destacou o aumento do número de pessoas consagradas “que vão contra a corrente” e vivem sob “os conselhos evangélicos de pobreza, castidade e obediência”.

Em sua mensagem, o Papa aconselhou a necessidade de “uma pastoral atenta à comunhão da Igreja (para promover as vocações), porque quem vive em uma comunidade eclesial atenta certamente aprende com mais facilidade a discernir o chamado do Senhor”.

Para o Papa, “é indispensável que no povo cristão todo o ministério e carisma estejam orientados rumo à comunhão plena”, e que o bispo e os presbíteros a favoreçam em harmonia com qualquer outra vocação e serviço eclesial.

Bento XVI participará no próximo domingo da ordenação de 22 sacerdotes da Diocese de Roma na Basílica de São Pedro.

Fonte: EFE