Os católicos que visitarem o santuário de Lourdes durante um período de um ano vão receber “indulgências” —o que, segundo a crença da Igreja católica, reduz o tempo no purgatório.

O Vaticano disse que o papa Bento 16 vai oferecer as indulgências aos peregrinos a partir do próximo fim de semana.

O templo, no sudoeste da França, se prepara para comemorar os 150 anos da suposta aparição da Virgem Maria a uma menina camponesa da região. A água da basílica tem supostos poderes milagrosos.

Embora alguns católicos considerem as indulgências anacrônicas, Bento 16 e seu antecessor, João Paulo 2o, davam grande importância espiritual a elas.

As indulgências oferecem a remissão das punições temporais —o sofrimento nesta vida ou na próxima, para purificar a alma de pecados já perdoados pela confissão.

As chamadas “indulgências plenárias” serão concedidas aos peregrinos que visitarem Lourdes entre 8 de dezembro de 2007 e 8 de dezembro de 2008, segundo o Vaticano.

Quem não puder fazer a viagem também poderá receber a indulgência, caso reze em santuários dedicados à Virgem de Lourdes entre 2 e 11 de fevereiro.

Em circunstâncias especiais, também haverá a concessão de indulgências a pessoas que estejam doentes demais para visitarem o santuário de Lourdes.

O papa deve ir a Lourdes em setembro ou outubro de 2008.

Fonte: Reuters