Um pastor evangélico de 35 anos foi preso neste sábado, 8, pela Polícia Civil do Amazonas, suspeito de agredir a ex-esposa.

Arodo Teles de Oliveira, suposto agressor, foi preso no templo na Igreja Evangélica do Avivamento, localizado na Avenida Constantino Nery, no centro da capital.

O juiz Carlos Zamith, expediu a ordem de prisão após a ex-esposa do pastor, Inês Torres de Oliveira, 38 anos, realizar denúncia contra ele por supostas ameaças, agressões a ela e aos filhos do casal.

Segundo publicação G1, a ex -esposa do pastor afirmou que além das agressões o pastor a mantinha em cárcere privado dentro da própria casa, por calúnia.

Por volta das 16h30 de sábado, investigadores da Polícia Civil do Amazonas, Renan Caldas e Manoel Alencar, prenderam o pastor em cumprimento ao mandado de prisão.

Segundo a polícia, o casal estava separado há cinco meses e o advogado do suspeito já havia entrado com o pedido de divórcio em abril deste ano.

A polícia ainda afirmou que o pastor em depoimento alegou que a ex-esposa começou a brigar por motivos de interesses financeiros provenientes da igreja.

O suspeito vai responder pelo Artigo 141 do Código Penal, combinado com o Artigo 41 da Lei n° 11.340/06 da Lei Maria da Penha.

Não é a primeira vez nos últimos dois meses que um pastor é preso por agressão. No mês de Agosto, o pastor João Manoel da Silva, 50 anos, foi preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva.

Ao saber que seria preso, o pastor tentou resistir à prisão, agredindo os policiais. Foi necessário o uso da força para deter o acusado.

[b]Fonte: The Christian Post[/b]