Cristãos cantando durante culto em Bangladesh
Cristãos cantando durante culto em Bangladesh

As Colinas de Chittagong ficam no sudeste de Bangladesh, com fronteiras com Índia e Mianmar.

A comunidade budista local está se tornando mais agressiva com os cristãos com a chegada do natal.

Desde setembro, irmãos da igreja Dui Tila, em Diginal Upazila, nas Colinas, não têm permissão de se reunir na igreja para os cultos de domingo, nem em áreas públicas das vilas. Agora eles se reúnem nas casas.

Além disso, vizinhos de fazendeiros cristãos pegam à força coisas das fazendas, como se fossem os próprios donos.

E os cristãos são incapazes de impedir isso. A comunidade local e os líderes políticos também os ameaçaram, se não voltarem para sua fé antiga, deverão deixar a vila e as propriedades.

Cristãos da Igreja Belém, em Panchari, também enfrentaram aumento da opressão nos últimos meses.

“Se não voltarem para o budismo, vocês não podem trabalhar, andar e viver com pessoas budistas. Também não podem comprar ou vender coisas para budistas”, informaram.

Além do mais, também não têm permissão para andar em qualquer terra que pertença a budistas.

A situação tem dificultado a vida para os cristãos na região. A pressão para negar a fé em Cristo é forte e tal opressão continuará até que voltem para o budismo.

Fonte: Missão Portas Abertas