“Vamos continuar trabalhando para melhorar as conquistas em prol da igualdade e da liberdade religiosa”, manifestou a presidenta da República, Michelle Bachelet, ao tomar café da manhã com representantes das igrejas evangélicas e dos altos comandos das Forças Armadas, com o intuito de divulgar o Regulamento de Assistência Religiosa em estabelecimentos castrenses e de Ordem e Segurança.

A iniciativa autoriza as diferentes igrejas evangélicas e protestantes do país a oferecer assistência religiosa no interior dos recintos das Forças Armadas, de Ordem e Segurança através do trabalho de pastores e ministros de cultos. O regulamento é fruto de um esforço conjunto entre o governo, pastores evangélicos e as instituições armadas.

A presidente expressou que “este regulamento corresponde a um passo a mais para demonstrar que estamos no marco de um país democrático, e que a construção deste país democrático é feita por todos. Graças a isso, a tolerância, a aceitação à diversidade legítima, ao pluralismo e ao diálogo interreligioso, creio que encontramos um leito frutífero”.

E acrescentou: “Chegamos a uma situação em que se institucionalizou o direito de exercer de maneira efetiva e igualitária a assistência religiosa nos recintos militares e policiais. Creio que sempre tivemos presente o diálogo franco, por um lado, e respeitoso, pelo outro, das diferentes confissões”.

Pastores evangélicos expressaram que este regulamento representa um grande passo para o mundo protestante.

Fonte: ALC