Vinte sacerdotes foram acusados de abusos sexuais nas últimas semanas na arquidiocese de Trèves (oeste da Alemanha), de acordo com um registro provisório divulgado nesta segunda-feira.

Os fatos pelos quais são acusados vão dos anos 50 aos 90, indica um comunicado da arquidiocese. Dez desses padres morreram e outros dois estão aposentados.

O bispo de Trèves, monsenhor Stephan Ackermann, se declarou “pessoalmente muito abalado”, classificando a amplitude dos fatos de “espantosa”.

Há várias semanas, a Igreja Católica alemã foi sacudida por revelações quase diárias de casos de abusos sexuais, enquanto que em outros países da Europa também houve escândalos de pedofilia.

Fonte: AFP