As duas maiores Igrejas da Alemanha e outras onze comunidades cristãs assinarão em breve um reconhecimento mútuo de seus batismos. Cardeais, bispos e os representantes de outras onze comunidades confessionais adotarão um documento comum sobre o batismo.

Assinarão uma declaração no próximo dia 29 de abril, na Catedral de Magdeburgo. Este foi o anúncio realizado em 19 de abril passado pelas Igrejas Católica e Evangélica Luterana da Alemanha. As Igrejas que assinaram a declaração fazem parte da Comunidade de Trabalho das Igrejas Cristãs (ACK).

Até agora, os batismos não são reconhecidos mutuamente mais que por convenções estabelecidas entre dioceses e Igrejas Evangélicas regionais.

A iniciativa da nova declaração parte do cardeal alemão Walter Kasper, presidente do Conselho Pontifício para a Unidade dos Cristãos da Santa Sé. Uma comissão trabalhou sobre o texto durante três anos.

O documento afirma: «Apesar de diferenças na compreensão da Igreja, existe entre nós um acordo fundamental com relação ao batismo. Por isso, nós reconhecemos como cumprimento do batismo cada ato de imersão ou de derramamento de água realizado segundo a missão de Jesus, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, e nos alegramos por cada pessoa que é batizada. O batismo assim realizado é único e não pode ser repetido».

Entre as comunidades alemãs que assinaram a declaração encontra-se também a Igreja Ortodoxa Etíope, a Comunidade de Trabalho das Paróquias Anglicanas episcopais, a Igreja Ortodoxa Armênia Apostólica, a Igreja de antigas reformadas de Baixa Saxônia, a Unidade dos Irmãos Evangélicos da Confissão de Augsburgo, a Comunidade fraterna «Herrnhuter», a Igreja Metodista, a Igreja Católica Cristã, a Igreja Ortodoxa e a Igreja Luterana Independente.

Fonte: Zenit