Martelo da Justiça
Martelo da Justiça

Quatro cristãos, incluindo três da mesma família, são acusados de “incitar um muçulmano a mudar de religião”, uma ofensa punível com pena de dois a cinco anos de prisão e multa de 500 mil a 1 milhão de dinares argelinos (algo que se aproxima a US$ 4.350-8.700).

As acusações seguem as denúncias feitas em julho deste ano por uma mulher, de 40 anos, cujo marido, de 50, o principal acusado, se converteu ao cristianismo.

Ela e os membros de sua família acusaram seu marido cristão, junto com uma família cristã, que tentou apaziguar o conflito entre o casal, de querer convertê-la ao cristianismo.

Os acusados teriam de comparecer ao tribunal no dia 6 de novembro na província de Bouira, na região de Kabyle.

A audiência, no entanto, foi adiada para 27 de novembro. Nessa sessão, o tribunal ouviu ambas as partes e espera-se um veredito em 25 de dezembro de 2018.

Hoje, os cristãos argelinos pedem oração da família da fé por esse caso para que sejam absolvidos de todas as acusações e pela igreja local.

Fonte: Missão Portas Abertas