O bispo d. Odilo Scherer disse em sabatina da Folha de São Paulo, ontem, que há uma “fuga silenciosa” de fiéis da Igreja Católica. No entanto, ela afirmou que esse movimento de esvaziamento atinge todas as igrejas, inclusive as neopentecostais.

“A fuga silenciosa é muito clara, e não atinge só os católicos. É generalizada. Todas as igrejas estão perdendo fiéis, inclusive as protestantes e as neopentecostais”, afirmou d. Odilo em resposta ao questionamento feito pelo editor de Cotidiano da Folha de São Paulo, Rogério Gentile.

Segundo d. Odilo, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) começou a estudar o fenômenos para tentar compreender a diminuição dos fiéis da igreja. Para ele, esse movimento tem relação com as transformações culturais.

Na avaliação de d. Odilo, um dos motivos que pode explicar a saída de católicos da igreja é a mudança na situação demográfica. Segundo ele, nos últimos 40 anos, a população deixou o campo e migrou para as cidades, onde vivem no anonimato.

“No interior, a igreja tinha presença mais forte. Hoje a igreja não tem na cidade a mesma presença que tinha no interior. Além disso, antes todos se diziam católicos, mesmo que fosse só batizado”, afirmou.

D. Odilo afirmou ainda que a globalização atinge as religiões a partir do momento em que há uma “oferta mercadológica” de religiões.

D. Odilo, secretário-geral da CNBB, tomará posse como arcebispo da cidade no domingo. Ele sucederá a d. Cláudio Hummes, que ocupou o posto de 1998 a 2006, quando foi nomeado pelo papa prefeito da Congregação para o Clero, no Vaticano.

Fonte: Folha Online