Perseguição aos cristãos: homem ajoelhado em uma igreja destruída
Perseguição aos cristãos: homem ajoelhado em uma igreja destruída

O próximo domingo, 30 de maio, será marcado pelo maior movimento de intercessão em prol da Igreja Perseguida. 

É o Domingo da Igreja Perseguida (DIP), um movimento nacional de oração em favor dos cristãos perseguidos idealizado pelo Irmão André, fundador da Portas Abertas. Estima-se que mais de 340 milhões de cristãos enfrentam algum tipo de perseguição. Eles precisam de você e de sua igreja.

No mundo todo, a estimativa é que mais de 340 milhões de cristãos enfrentem algum tipo de perseguição pela fé em Jesus, com restrições que vão desde a proibição ao acesso de itens básicos como água, até prisão ou morte. Em meio a essas circunstâncias, o principal pedido dos cristãos perseguidos é a oração. Por conta disso, o Irmão André, fundador da Portas Abertas, idealizou, em 1988, o Domingo da Igreja Perseguida (DIP).

Esse é um movimento nacional de oração em favor dos cristãos perseguidos, realizado anualmente, em que um tema é escolhido de acordo com uma necessidade específica ou determinada região. Em 2021, o foco será os cristãos presos, com destaque para os aprisionados no Irã, Coreia do Norte e Eritreia.

Entre as prisões iranianas, a mais conhecida é a Evin, onde, segundo relatos, os prisioneiros são tratados como animais. Na Coreia do Norte, o principal tipo de prisão usada é o campo de trabalho forçado, onde há evidências de homicídios sistemáticos, incluindo infanticídio, tortura, perseguição aos cristãos, violência sexual, abortos forçados, fome e sobrecarga de trabalho.

Já na Eritreia, algumas pessoas são levadas para contêineres expostos ao sol e frio, sem nenhuma condição de humanidade para os detentos. Outra parte é levada para túneis subterrâneos em áreas desérticas. Os presos são forçados a cavar novos túneis quando oficiais precisam de espaço para mais prisioneiros.

Apesar de tantos cristãos estarem presos em diferentes países e tipos de prisão, o que possuem em comum é a esperança que mantêm em Jesus. Isso só se torna possível ao ter a compreensão do texto de Romanos 5.3-5, sabendo que ao nos gloriarmos nas tribulações, elas geram perseverança, que levam a um caráter aprovado e, então, à esperança. E essa não nos decepciona. Que possamos nos colocar no lugar dos cristãos presos por amor a Cristo e interceder por eles e suas famílias.

COMO PARTICIPAR

Você pode cadastrar sua igreja a qualquer momento até a data do evento, 30 de maio de 2021. Clique aqui.

Fonte: Portas Abertas