Líderes evangélicos do Brasil inteiro se reúnem com ministros de Bolsonaro para orar pelo governo (Foto: Oswaldo Eustáquio / Agora Paraná)
Líderes evangélicos do Brasil inteiro se reúnem com ministros de Bolsonaro para orar pelo governo (Foto: Oswaldo Eustáquio / Agora Paraná)

Foi realizado nesta quarta-feira (3) o II Encontro de Intercessão pela Nação no hotel Royal Tulip, em Brasília-DF.

O evento reuniu 140 líderes evangélicos de todo o Brasil, composto de pastores de grandes igrejas, empresários e magistrados.

Foram convidados e estiveram presente os Ministros André Mendonça, Damares Alves e Onyx Lorenzoni, além de quatro secretários nacionais do governo Bolsonaro, entre eles o secretário da Proteção Global, Sérgio Queiroz, referência na questão dos Direitos Humanos.

A primeira edição do evento foi realizada em dezembro e contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro.

A interlocução do governo com os líderes evangélicos é importante porque as estatísticas revelam que foram os evangélicos que garantiram a vitória nas urnas do presidente Jair Bolsonaro em uma verdadeira revolução democrática, com foco na cidadania, família, combate à corrupção e desenvolvimento da nação para todos.

O encontro também recebeu a presença do novo presidente da Frente Parlamentar Evangélica, Silas Câmara, que falou a atuação na frente no congresso nacional, contando hoje com 112 parlamentares, sendo 10 senadores.

O pastor Carlito Paes, um dos participantes do evento, disse que cada momento foi especial: “Foi simplesmente maravilhoso. Todas as palavras foram muito inspiradoras. O ambiente foi ótimo, cheio de unidade e respeito. O dedo de um pastor pode não estar no governo, isto não faz diferença, mas a mão de Deus está, e isto faz toda a diferença, disse Carlito Paes.

A Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos falou sobre a oportunidade de levar políticas públicas e revelou aos presentes que faz todos seus atendimentos na mesa de reuniões de seu gabinete, porque a cadeira de Ministro pertence ao Senhor. A realidade de atuação da pasta da Ministra Damares impactou tremendamente todos os presentes que ao final oraram por ela e por todos os ministros e secretários presentes ao encontro.

O momento de louvor ficou por conta de David Quinlan, Juliano Son e PG..

A tarde foi toda dedicada aos secretários e técnicos da equipe e econômica do Ministro Paulo Guedes, que apresentaram dados sobre a Reforma da Previdência. Eles apresentaram números que mostram que o setor que será mais penalizado com a reforma será o setor público.

O empresário Marquenson Marques, da Cargolift, membro da PIB de Curitiba sugeriu que os pastores ajudassem a divulgar as informações sobre a Reforma da Previdência. “Podemos gravar vídeos curtos, com informações importantes e disparar para nossas redes em nossas igrejas”, disse o empresário que teve o apoio da “plenária” formada pelos líderes evangélicos que acompanhavam atentamente as explanações.

O pastor Josué Valandro, da Igreja Batista Atitude do Rio de Janeiro, disse que chegou a hora da igreja ter um papel cívico também levando sua voz em situações de interesse público da nação. Ele deu o exemplo da votação do STF sobre suspender as prisões em segunda instância, que de alguma forma beneficiaria diretamente o ex-presidente Lula e poderia causar um caos social no país com a libertação de prisioneiros já com essa condenação.

Com essas novas deliberações do grupo, que iniciou com o objetivo de orar pelo país e pelo novo governo, o moderador do grupo, pastor Carlito Paes, sugeriu que fosse criado também um grupo de trabalho para promover discussões das questões políticas do país.

Houve também um importante momento de oração pelo Ministério da Educação. Os pastores presentes pediram pela estabilização do Ministério, na pessoa  do Dr. Anderson Correia, diretor da Capes, que esteve presente.

Em um café da manhã, nesta sexta (5), com jornalistas no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro indicou que o ministro da Educação, Ricardo Vélez, deve deixar o comando da pasta na próxima segunda-feira (8).

Nenhuma pauta foi indicada ao governo federal, e nenhuma indicação feita para nenhum cargo, o objetivo, segundo o grupo, foi plenamente alcançado, porque o encontro foi marcado pela oração, adoração, comunhão e troca de informações para apoiar o país e o novo governo em suas reformas e planos.

O Pastor Abe Huber, pastor da Paz Church, uma das maiores igrejas evangélica do país, orou abençoando o grupo, o presidente e nação.

O encontro contou com a presença dos líderes evangélicos de diversas idades, dos mais influentes do país, de diversas denominações.

Fonte: Agora Paraná