O padre Roy Bourgeois, 69 anos de idade e 36 de ministério, dos Maryknoll, foi convocado pelo Conselho Geral da ordem para explicar sua participação na cerimônia de ordenação sacerdotal de Janice Sevre-Duszynska, ocorrida no templo da Igreja Universalista Unitária, em Lexington, Kentuchy, no dia 9 de agosto.

Janice integra o Roman Catholic Womenpriests (Mulheres Padres Católicas Romanas), que nos últimos dois anos ordenou 32 mulheres ao sacerdócio. A cerimônia do dia 9 de agosto foi a primeira concelebrada por um padre homem, que também fez a homilia. “Quem somos nós, como homens, para dizer a Janice e a essas outras mulheres que nós somos chamados, mas vocês não?”- indagou Bourgeois.

Janice Sevre-Duszynska, 58 anos, é casada e quer servir como padre itinerante “falando pelos que não têm voz e incentivando os pobres para que ouçam o chamado à não-violência e à cooperação em nossa comunidade mundial”, revelou a ordenada ao National Catholic Reporter.

A diocese católica romana de Lexington condenou o movimento de mulheres padres e argumentou que a cerimônia de sagração de Janice “não tem conexão com a liturgia católica-romana ou com os sacramentos, e de nenhum modo pode ser reconhecido como válida recepção das Sagradas Ordens”.

Em maio, a Congregação do Vaticano para a Doutrina da Fé emitiu decreto declarando automaticamente excomungadas as pessoas que ordenam e as ordenadas como padre católico.

Fonte: ALC