Uma pesquisa Ibope divulgada ontem aponta que as apreensões de produtos piratas atingiram o valor recorde de R$ 1 bilhão. No entanto, o Brasil deixará de arrecadar R$ 18,6 bilhões este ano por conta do mercado ilegal de produtos.

O estudo foi realizado entre os dias 17 e 22 de setembro e ouviu 1.715 pessoas em São Paulo (SP), no Rio de Janeiro (RJ) e em Belo Horizonte (MG). Ele foi divulgado pela Associação Nacional para Garantia dos Direitos Intelectuais (Angardi) e pelo Conselho Empresarial Brasil-Estados Unidos.

O levantamento apontou ainda que a diferença de preço entre as mercadorias legais e piratas continua sendo o principal atrativo de compra para 84% dos entrevistados.

O Ibope também constatou que o ano fechará com aumento no consumo declarado de produtos piratas em São Paulo (9%) e em Belo Horizonte (46%), e redução no Rio de Janeiro (35%).

Fonte: Terra