Polícia acha mais de 2 mil fetos na casa do médico Ulrich Klopfer
Polícia acha mais de 2 mil fetos na casa do médico Ulrich Klopfer

A polícia dos Estados Unidos encontrou mais de 2 mil fetos em Illinois, na casa de um médico que fazia abortos. Segundo a BBC, a família de Ulrich Klopfer encontrou os restos depois de sua morte, em 3 de setembro, aos 79 anos.

Klopfer era dono de uma clínica em South Bend, Indiana, que foi fechada, com sua licença revogada, em 2016, e chegou a ter mais dois locais de procedimentos.

Ele foi acusado de não reportar um aborto feito em uma menina de 13 anos e de garantir que havia equipe para lhe assistir durante os procedimentos, de acordo com a AP.

Segundo as autoridades, foram encontrados 2.246 fetos.

Procuradores-gerais informaram que vão trabalhar para realizar a investigação. “Esta assombrosa descoberta na casa de um médico morto é chocante”, disseram, em nota. Ainda não há informações se há atividades criminosas envolvendo a posse dos restos mortais na casa de Klopfer.

Segundo o The New York Times, Klopfer era descrito como um dos mais prolíficos médicos na área de aborto, com dezenas de milhares de procedimentos feitos, durante décadas.

Em uma audiência, ele deu sua opinião: “Mulheres engravidam, homens, não. Nós temos de respeitar os direitos das mulheres fazerem o que é melhor para a vida delas. Não estou aqui para ditar ninguém. Não estou aqui para julgar ninguém”. Klopfer dizia que nunca perdeu uma paciente em seus procedimentos.

Fonte: UOL