Série Greenleaf, na Netflix
Série Greenleaf, na Netflix

Everton Lopes Batista

Grace (Merle Dandridge), a filha mais velha da família Greenleaf, se afastou dos parentes e do império evangélico construído por seus pais, a igreja Calvary, de Memphis, para ter uma vida secular.

Após anos isolada, ela retorna divorciada e com uma filha adolescente para o enterro de sua irmã Faith (Terri Abney), uma morte rodeada de mistérios que podem trazer à tona toda a sujeira que os Greenleaf têm varrido para debaixo dos tapetes por décadas.

Assim se desenrola ‘Greenleaf‘, a séria da Netflix que mostra, de maneira precisa, como os jogos políticos entre os grupos internos (diáconos, músicos, grandes doadores de dinheiro etc.) precisam ser constantemente equilibrados pelos líderes para que o rebanho continue dentro da cerca e o dinheiro siga entrando na conta.

Cenas de cultos animados com corais afinados e sermões emocionantes dividem espaço com momentos nada santificados, como a infidelidade conjugal dos pastores dentro do próprio templo.

Manter a estrutura para entreter os fiéis sai caro e, muitas vezes, faz com que o líder da igreja saia a pedir doações ou se envolva em atividades ilícitas.

“Greenleaf” consegue levar quem assiste para dentro desse mundo e é umas das únicas obras de ficção atuais que desmistifica para o público geral o que está por trás da ascensão de megaigrejas no Brasil e mundo afora, mesmo que a história seja ambientada nos Estados Unidos.

Como é comum nas produções do Oprah Winfrey Network (OWN), canal de TV americano que leva o nome da apresentadora de talk shows e no qual a série teve sua estreia, o elenco é majoritariamente composto por atores negros.

A própria Oprah aparece em momentos da série no papel de Mavis, dona de um bar de jazz na cidade e irmã da mulher do líder da igreja, Mae (Lynn Whitfield). Ela também é produtora-executiva.

Na terceira temporada, a mais recente, a cantora e atriz Patti LaBelle interpreta a pastora midiática Maxine Patterson e mostra a voz nos cultos da Calvary, o que pode agradar aos fãs de música gospel raiz.

A quarta temporada do programa estreia na televisão americana em agosto.

As três temporadas estão disponíveis na Netflix.

Fonte: Folha de S. Paulo