Dr. Gilberto Garcia & Bispo Paulo de Tarso Alexandrino
Dr. Gilberto Garcia & Bispo Paulo de Tarso Alexandrino

Numa proposição do salutar exercício do diálogo inter-religioso, o qual visa conhecer tradições de fé diversas, pressuposto para o fortalecimento do respeito a crença de um fiel de outra denominação espiritual, e em atendimento a convite institucional da Liderança Nacional dos Mórmons, o presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa do IAB, Dr. Gilberto Garcia, conheceu, no período separado para a visitação pública, sendo ciceroneado pelo Bispo Paulo de Tarso Alexandrino, e, o Diretor de Assuntos Públicos, o Jornalista Ney Garcia, o Templo da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), um amplo e belíssimo complexo arquitetônico, construído em Fortaleza/CE, o qual foi inaugurado em 02 de junho de 2019.

Denominada de dedicação a inauguração foi procedida pelo Apóstolo Ulisses Soares, brasileiro que desde de 2018 é a maior autoridade eclesiástica da Igreja Mórmon na América Latina, sendo membro do Quórum Mundial de Doze Apóstolos; eis que, como noticiado no Portal da Igreja Mórmon-Sala de Imprensa Virtual, este é “(…) O primeiro templo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Ceará e o segundo da região Nordeste abre suas portas para visitação pública. Membros da Igreja, amigos, familiares, vizinhos do Templo e a população em geral são convidados a visitações gratuitas e com um guia, realizadas de segunda a sábado (…)

O Templo, após a dedicação e colocação da Pedra Angular, de Fortaleza atenderá os membros da Igreja dos estados do Ceará, Piauí, Maranhão, Pará e a região de Mossoró, Rio Grande do Norte. Este edifício se junta à lista de outros seis templos do Brasil localizados em Campinas, Curitiba, Manaus, Porto Alegre, Recife e São Paulo. Um oitavo templo está sendo construído na cidade do Rio de Janeiro e outros três já foram anunciados para Brasília, Belém e Salvador.

A história de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Brasil teve início em 1923, quando Auguste Lippelt entrou em contato com a liderança mundial da Igreja daquela época para pedir que fossem enviados seus representantes ao Brasil. Os primeiros missionários visitaram o país em 1928. Logo após, algumas congregações já haviam sido organizadas, a primeira em Joinvile, Santa Catarina.

Em Fortaleza, os trabalhos da Igreja iniciaram em 1966. Foi ali, na Praça do Ferreira, que os primeiros missionários da Igreja na região encontraram casualmente o Sr. Lino Cintra, que após quatro meses seria batizado juntamente com sua esposa, Maria do Carmo Ferreira Cintra, na Lagoa de Messejana. O crescimento contínuo levou à organização da primeira estaca em 1981. Atualmente o número de membros no Brasil ultrapassa 1,4 milhão. Eles se reúnem em cerca de 2 mil congregações espalhadas por todo o país.

Em 3 de outubro de 2009, a Primeira Presidência da Igreja anunciou a construção do Templo em Fortaleza. Externamente, o Templo de Fortaleza é revestido com Granito Branco Ceará e visa transmitir paz e pureza. Os motivos e temas esculpidos no granito, nas madeiras e nos carpetes do Templo de Fortaleza, assim como aqueles representados nos vitrais que adornam todo o edifício fazem alusão à flora da região, com destaque para a orquídea do Ceará. Todos os sistemas vitais ao funcionamento do prédio trabalham de maneira integrada otimizando assim o uso de energia e recursos hídricos. O templo tem 207 vagas de estacionamento. A área total do terreno é de 35.473 metros quadrados. A área de paisagismo é de mais de 23 mil metros quadrados.

O interior do templo está decorado com motivos próprios de um lugar santo. Os visitantes observarão que seus vitrais iluminam o interior, dando uma aparência de cálida luz natural na maior parte do dia. Os que o visitarem também terão a oportunidade de caminhar por seu interior e aprender a respeito do significado e da obra que ali se realiza.

Os templos dos santos dos últimos dias são diferentes dos centros de reunião, ou capelas, onde os membros se reúnem para as sessões religiosas aos domingos. São considerados “A Casa do Senhor”, locais onde se reafirmam os ensinamentos de Cristo por meio do casamento, do batismo e de outras ordenanças e convênios que unem as famílias para toda a eternidade. Em seu interior, os membros aprendem mais a respeito do propósito da vida e fazem convênios para seguir a Jesus Cristo e prestar serviço a seus semelhantes. (…).”

A Comissão de Direito e Liberdade Religiosa do IAB – Instituto dos Advogados Brasileiros, sob a liderança do Dr. Gilberto Garcia, enfatizou que, segundo divulgado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, este é o 7º Templo Mórmon no Brasil e o 164º no Mundo, e onde os fiéis procedem suas cerimônias espirituais, o que é um dado relevantíssimo, eis que, explicita concretamente a proposição da Ampla Liberdade Religiosa vigente no Brasil, em que cada Grupo de Crença tem o direito de livremente se organizar, à luz das leis do país, podendo ser usufruído por todas as confissões de fé em nossa pátria, como assegurada pela Constituição de 1988.

Dr. Gilberto Garcia